Me Beija Flor
©
“Eu quero a sina de um artista de cinema, eu quero a cena onde eu possa brilhar. Um brilho intenso, um desejo, eu quero um beijo. Um beijo imenso, onde eu possa me afogar.”
— Los Hermanos.
Ninguém ajudou. Me virei sozinho.
Caio Fernando Abreu.   (via alentador)
Na simplicidade aprendemos que reconhecer um erro não nos diminui, mas nos engrandece, e que pessoas não existem pra nos admirar, mas para compartilhar conosco a beleza da existência.
Mário Quintana.   (via apagou)
Não, não é fácil. Primeiro você precisa saber o que quer, e depois assumir pra você mesmo que é isso que você quer, e essa não é a estória toda, não é nem metade do caminho e já dá uma vontade de desistir e fingir não querer porra nenhuma. Mesmo com tudo organizado em mente, você ainda precisa correr atrás do que afinal escolheu. Essa é a parte mais difícil. Conseguir as coisas. Querer coisas é muito bom, mas qualquer um quer.
Gabito Nunes. (via ga-bi-to)
Eu poderia ficar presa por horas em teu abraço.
Thaís Ziberman. (via caos-poetico)
Quero você aqui, no meio das minhas coisas, meus livros, discos, filmes, minhas ideias, manias, suspiros, recortes. Respirando o mesmo ar… Vem e fica.
Gabito Nunes.    (via caos-poetico)
Quem gosta, protege e se importa.
Caio Fernando Abreu.
  (via indague)
Conhecemos um homem pelo seu riso; se na primeira vez que o encontramos ele ri de maneira agradável, o íntimo é excelente.
Fiodor Dostoievski (via segredou)
Eu gosto de escutar. Eu aprendi muito escutando cuidadosamente. A maioria das pessoas nunca escuta.
Ernest Hemingway (via segredou)
Depois de ir tão longe por alguém, desculpe, mas eu não quero mais ninguém.
Kaká Reis. (via auroriar)
As coisas mudaram para mim, mesmo assim, as pessoas continuaram indo embora. E eu comecei ver as coisas um pouco diferente de antes, um pouco mais duro com a vida, talvez. Desisti de procurar meus sorrisos por aí, de culpar a solidão dos domingos pelo meu mau-humor. Me procuraram depois de um tempo, quem sentiu falta. Pena que não acharam a mesma pessoa.
A culpa é mesmo das estrelas?  (via alentador)
O problema é que as pessoas dizem “eu te amo” mas esquecem daquele bilhetinho de “bom dia”, daquela mensagem de “boa noite, estou com saudade”, esquecem de perguntar se você está bem, assim sabe, só por perguntar mesmo. Esquecem do abraço sem pretexto, do presente fora de época, esquecem de dar atenção nos detalhes e isso, faz com que esse “eu te amo” perca o valor. Por que o amor não se alimenta de palavras, se alimenta de atitudes.
Pedro Bial.    (via bravamente)
Às vezes eu só preciso de um abraço.
Pequeno Viajante (via plenitudeinfinda)

theme: cerejadosundae. +
»